Negócios de todos os tamanhos e segmentos têm se voltado para a computação em nuvem para alavancar suas operações. De acordo com a financeira Goldman Sachs, os gastos com infraestruturas de cloud computing e plataformas é hoje 30% maior do que era em 2013.

Quer você esteja procurando por Software como Serviço (SaaS), Plataforma como Serviço (PaaS) ou Infraestrutura como Serviço (IaaS), a nuvem oferece uma solução para a sua empresa.

Quais são as novidades relacionadas a essa tecnologia e como elas podem impactar o seu negócio? Confira no post!

Uso da nuvem para controle da automação

A nuvem é o próximo passo para a automação industrial. Embora ela já funcione na maioria das empresas, melhorando a performance do negócio, a qualidade dos produtos e a produtividade da equipe, é a tecnologia de cloud computing que a transformará.

O avanço da conectividade remota, utilizada pelos sensores de IoT que a indústria começou a adotar a partir de 2017, utiliza arquitetura de software que não mais pode ser contida em servidores locais. A necessidade de compartilhar informações com equipes distribuídas em múltiplas localizações, dentro ou fora do país, exige sistemas em nuvem.

Os processos de automação, pelo menos a princípio, continuarão similares aos que já são utilizados hoje. Entretanto, a arquitetura sobre a qual eles ocorrem muda para IaaS e nuvens comunitárias.

Isso remove a complexidade dos sistemas utilizados atualmente, que são em sua maioria legados, e traz para as indústrias a possibilidade de escalar seus negócios ao redor do mundo, seguindo um modelo e uma arquitetura que é compartilhada por todas as plantas industriais.

Investimento em otimizações de segurança

Segurança ainda é uma grande preocupação dos usuários de nuvem. Segundo o Identity Theft Resource Center, ataques sobre os dados de usuários aumentaram 29% em 2017. Por isso, o investimento em certificações e tecnologia para proteger dados é uma prioridade das empresas que oferecem serviços em nuvem.

O Gartner espera que mais de US$93 bilhões sejam investidos por elas nos próximos anos para desenvolver novas opções de segurança para a nuvem e garantir a proteção dos dados que administram. Novos modelos operacionais, que utilizam automação e ampla integração entre serviços, vão redefinir como as empresas abordam a segurança em cloud computing e utilizarão padrões internacionais para que os dados na nuvem continuem intactos.

Fornecedores que possuírem certificados como AWS Certified Solutions Architect, Cisco CCNA-Cloud, Microsoft Cloud Certifications, IBM Certified Cloud Solution Architect v2 e Google Certified Professional Cloud Architect se destacarão em relação aos demais.

Esses documentos comprovam que os profissionais de TI responsáveis pelos dados da sua empresa na nuvem possuem qualificação e conhecimento técnico para desenvolver, implementar e operar aplicações off premise.

Ampla adoção da estratégia de nuvem híbrida

O mercado de nuvem híbrida é outro que sofrerá grandes mudanças nos próximos anos. Conforme essa estratégia de nuvem se torna mais clara para os negócios, que começam a entender os benefícios dela, os próximos anos serão fundamentais para a sua adoção.

A Microsoft terá um papel muito importante nisso. Afinal, graças ao lançamento do Azure Stack (um serviço IaaS de nuvem privada, que é similar ao serviço Azure público), ela deve liderar a captação de novos clientes para a nuvem híbrida.

Entre as grandes tendências para o futuro, estão as plataformas e containers que seguem o modelo híbrido e criam valor para seus clientes e soluções PaaS de automação, como o Terraforms (um software em que é possível programar a infraestrutura que um negócio utiliza).

Substituição da IoT pela IoE

Em 2017, IoT (Internet das Coisas) foi a bola da vez. Nesse momento, a inteligência artificial se tornou um recurso mais utilizado pelas empresas e investidores de renome se concentraram em seu potencial. Hoje, embora muitas empresas ainda estejam se adaptando à IoT, adquirindo sensores e modernizando suas infraestruturas para recebê-la, a IoE chama mais atenção como tendência.

Internet of Everything (ou Internet de Todas as Coisas) é confiar na comunicação entre máquinas, dados, processos e todos os componentes de um ambiente digital (incluindo os operadores humanos) para integrar melhor os departamentos de uma empresa e tornar a execução de tarefas mais fácil. O diferencial da IoE é que ela permite que seres humanos interajam com dispositivos inteligentes e outros membros do time de maneira mais fácil.

O Google Pixel Buds é um exemplo disso. Um headset que consegue traduzir idiomas para os seus usuários em tempo real.

Ainda não conseguiu vislumbrar a importância da computação em nuvem nessa revolução? Porque o recurso permite que dados sejam acessados a qualquer momento e de qualquer lugar, ele é o ideal para que ferramentas inteligentes como as que compõem o ambiente IoE sejam utilizadas.

Mais mobilidade, independência e acessibilidade podem ser esperadas. Novas tecnologias para transmitir dados utilizando dispositivos inteligentes também.

Popularização da conectividade 5G

Falamos no tópico anterior sobre o desenvolvimento de novas tecnologias para a transmissão de dados. O 5G é uma delas.

Uma internet mais veloz, capaz de transmitir dados com mais segurança e que possa ser utilizada em qualquer dispositivo, é um dos potencializadores do uso de cloud computing pelas empresas. O Quadcomm Snapdragon (processador avançado para dispositivos mobile) é a primeira solução a ancorar as conexões 5G. A tecnologia, que já opera em 23 países, é um LTE com gigabytes de conexão, que deve ser implementado ao redor do mundo em tempo recorde.

Essa internet mais veloz aumenta a expectativa do usuário na hora de obter respostas em tempo real. Como a nuvem permite a criação de serviços responsivos e aplicativos ágeis, que dependem apenas de uma boa conexão com a internet, ela será imprescindível para que aproveitemos o potencial do 5G.

A sua empresa já embarcou na nuvem ou ainda depende apenas de servidores físicos para administrar dados e operar sistemas? É hora de considerar todas essas novidades e investir no futuro. Comece a pensar em como esses recursos podem otimizar as operações do negócio e procure um consultor experiente para ajudá-lo a implementá-los na sua organização.

Quer conhecer melhor o trabalho da CB Cloud e entender como faremos sua empresa se integrar às tendências da computação em nuvem? Acesse nosso site!