O desenvolvimento das tecnologias que permitem a troca de dados e a automação dos processos vem revolucionando todos os setores da indústria. São mudanças como essas que reestruturam, transformam e marcam a sociedade e o mundo. Por isso, é importante saber o que é a quarta revolução industrial e quais são os seus impactos nas empresas.

Máquinas cada vez mais inteligentes e conectadas derrubam as barreiras entre o mundo físico e o virtual. Além disso, elas são cada vez mais capazes de tomar decisões sozinhas e de interagir com outros dispositivos pela internet.

Continue a leitura para entender melhor no que consiste e quais oportunidades a quarta revolução industrial pode trazer para a sua organização!

O que é a quarta revolução industrial?

Uma revolução é caracterizada por mudanças bruscas e radicais. Nesse cenário, a quarta revolução industrial é a integração das tecnologias que convergem as esferas digital, física e biológica a fim de automatizar os processos industriais por meio de sistemas ciberfísicos. Ela é caracterizada pela internet móvel — que está cada vez mais presente em todo lugar — e tem como base inovações como:

  • big data;
  • blockchain;
  • internet das coisas;
  • inteligência artificial;
  • realidade virtual;
  • computação em nuvem.

Essas transformações digitais atuais representam a velocidade, o impacto nos sistemas e o longo alcance. A hiperconexão simboliza uma quebra de paradigma e provocará mudanças profundas na forma de trabalho de todas as áreas, como no varejo, saúde, educação, transporte e finanças.

Entretanto, essa revolução não chega para substituir a mão de obra humana. A intenção é torná-la ainda mais inteligente, com máquinas que cuidam das atividades pesadas ou repetitivas e pessoas que se dedicam a tarefas que demandam atenção e discernimento.

Quais são os seus reflexos nas empresas?

As transformações geram efeitos de intensidades distintas nas empresas. Algumas organizações já se encontram em estágio avançado de modernização, enquanto outras ainda estudam as opções. Porém, não existe uma fórmula universal para a sua implementação — o fato é que as empresas terão que se reinventar sempre, se quiserem conquistar cada vez mais espaço no mercado.

Dessa forma, é fundamental investir não só em ferramentas e tecnologias, mas também em treinamento e capacitação para que os colaboradores estejam em sintonia com as novas tendências.

Quais são as suas principais vantagens?

A quarta revolução industrial permite que as produções se flexibilizem e que as companhias ofereçam produtos personalizados. Além disso, as equipes tornam-se multidisciplinares, conseguem realizar reuniões a distância e podem controlar e acompanhar todos os processos de qualquer lugar do mundo.

A utilização de máquinas inteligentes aumenta a segurança e permite a redução no número de acidentes de trabalho. Com um sistema mais otimizado é possível reduzir o desperdício, economizar energia, diminuir os custos e aumentar os lucros.

Dessa forma, as empresas podem desenvolver produtos mais atrativos e com maior padrão de qualidade, conquistando novos clientes e ampliando a satisfação dos antigos.

Compreender o que é a quarta revolução industrial e desenvolver estratégias para adaptá-la de acordo com a necessidade da empresa é essencial para dar um impulso competitivo ao negócio. Definir metas estratégicas e inovadoras dá agilidade aos setores, ajuda a otimizar os recursos e a se destacar no mercado.

Se você se interessou pelo assunto, não deixe de conferir as 5 soluções tecnológicas para impulsionar as vendas da empresa!